sexta-feira, maio 04, 2007

Game Over

Essa noite não dormi. Enquanto o sol nascia eu pensava na minha vida. Em como passar da fase do Crash, onde o Dr. Nitrus joga gosmas verdes em cima do coitado do lobinho/cachorrinho, porque assim o Bernardo me daria uma folga daquele jogo que não agüento mais ver. Em como minha vida mudou em seis meses. Vivemos um jogo. Planos são feitos e desfeitos dentro da gente. Passamos de fase. Damos continuidade. A vida perdida não é recuperada. Vamos sim adquirindo pelo caminho outras vidas, outras vontades que nos fazem continuar jogando. Obstáculos a serem passados aparecem a todo o momento, tombos quase fatais, que nos fazem pensar “agora já era”. Mas como por milagre revivemos e vamos a luta. Porque assim é de deve ser. Como num vídeo game mantemos dentro de nós um cartão de memória, para não precisarmos passar novamente por todas as situações. O aprendizado nos faz saber que passos darmos. Mas cada nova fase é como se tivéssemos que reaprender preceitos básicos, aguçar os instintos pra não cair nas armadilhas. A vida é um grande jogo. Algumas coisas meticulosamente calculadas e outras feitas no impulso do momento, na afobação de irmos mais além. Erros e acertos nos fazem querer sempre chegar mais longe antes que aquele cara que comanda nossos controles decida que é o fim do jogo.


Ps: Texto completamente no sense. Liguem não. Apenas façam figa.

3 comentários:

Marcelo disse...

Fazendo figa aqui.
E nom-sense é sua cara, Janinha...Sua cara...
Aprecio muito isso, mas trate de dormir viu?
Isso de varar a noite matutando é coisa de vampiro sedento.

Smack!!!

Dani disse...

Tô fazendo!!!!

Lua disse...

HAHAHA ESSE JOGO É ÓTIMO...
passamos, voltamos, mas é sempre nossa a decisao de passarmos por cima dos obstaculos e levantarmos dos tombos... e sempre nesses caminhos elevamos nosso valor e conhecimentos... nao adianta tentar aprender algo sem colocar a mao na massa... e as sensaçoes novas... vidas... momentos novos... mesmos os ruins nos trazem vontade de irmos bemmm além e ter bem mais do que ja conseguimos... beijos