sexta-feira, abril 28, 2006




"Ah, se já perdemos a noção da hora.

Se juntos já jogamos tudo fora

Me conta agora como hei de partir

Se, ao te conhecer, dei pra sonhar, fiz tantos desvarios

Rompi com o mundo, queimei meus navios

Me diz pra onde é que ainda posso ir

Se nós, nas travessuras das noites eternas

Já confundimos tanto as nossas pernas

Diz com que pernas eu devo seguir

Se entornaste a nossa sorte pelo chão

Se na bagunça do teu coração

Meu sangue errou de veia e se perdeu..."

(Ana Carolina/Chico Buarque - Eu te amo)

Beijos Pessoas, um bom feriado, e que o sol brilhe por ai!

terça-feira, abril 25, 2006

101 coisas sobre mim

Eu não posso ver uma lista que já quero sair fazendo.... Roubei essa lá da Vaca Mor.

1. Acredito em destino, mas acredito mais no livre arbítrio;
2. Esmaltes, só se for renda ou tons de vermelho escuro;
3. Deixei de fumar a mais de um ano;
4. Aprendi a tocar escaleta na banda marcial da escola;
5. Não tenho mais amídalas e nem apêndice;
6. Com raras exceções, não sei nada de música internacional;
7. Quer me fazer feliz, como pinto no lixo? Me de livros de presentes;
8. Apenas a pouco tempo descobri que o DVD toca CD;
9. Uso bucha vegetal e óleo amêndoas a cada banho;
10. Quando engravidei, engordei 28kg, e nunca mais voltei a minha antiga forma;
11. Sou a caçula de 12 filhos, mas tenho apenas uma irmã de ambos os lados;
12. Bebo chimarrão o dia todo;
13. Sempre quis me vestir de noiva, mas já desisti da idéia;
14. Fiz teatro durante 4 anos, já me apresentei em Montevidéu e São Paulo;
15. Tenho fobia a escuro, breu total nunca;
16. Durmo do lado esquerdo da cama;
17. Tenho verdadeira paixão por sapatos;
18. Não sei controlar meus gastos;
19. Sou impulsiva ao cubo, depois eu penso no que deu;
20. Tenho verdadeiro pânico de baratas;
21. Meu pai me faz imensa falta;
22. Uma vez tentei me matar, tomando remédios;
23. Fiz terapia durante muitos anos;
24. Meu relacionamento com minha mãe sempre foi conturbado;
25. Sou espírita;
26. Odeio meu nome;
27. Sou gremista;
28. Odeio meias;
29. Por mais frio que esteja, não consigo dormir de roupa;
30. Não uso relógio;
31. Não saio sem brincos;
32. Amo dançar, apesar de fazer bem menos do que gostaria;
33. Sou muito mais emoção que razão;
34. Adoro frio, prefiro serra à praia;
35. Tenho habilitação tipo A e B;
36. Já tive motos;
37. Já fiquei um ano sem andar por conta de um acidente de moto;
38. Calço 36;
39. Prefiro as verdades, mesmo que doam;
40. Não sei ficar de boca fechada;
41. Sou extremamente sensível e chorona;
42. Não uso calcinhas;
43. Adoro comprar;
44. Tenho uma mancha de nascença nas costas e outra na coxa;
45. Sou amiga pra todas as horas, até que vc me decepcione;
46. Sou nervosa e muitas vezes perco o controle;
47. Sou faixa marrom no karate;
48. Gravo números com facilidade;
49. Odeio exatas;
50. Já cursei psicologia, e larguei na metade do curso;
51. Cursava direito, e tive que trancar;
52. Volto a estudar em 2007, mas não sei o que ainda;
53. Esqueço nomes com facilidade;
54. Não desligo o celular nunca;
55. Sou ariana, com ascendente em aquário e lua em peixes;
56. No horóspoco chinês, sou carneiro;
57. Já fim meu mapa astral;
58. Tentei fazer yoga e não agüentei;
59. Falo muito palavrão;
60. Não levo desaforo pra casa;
61. Adoro dar presentes;
62. Já me deram um outdoor de presente;
63. Quer me conquistar? Fondue e vinho;
64. Sou romântica, apesar de quase nunca admitir isso;
65. Sou carente, e todo mundo sabe;
66. Prefiro lápis a caneta;
67. A última coisa que tenho que fazer antes de dormir é xixi;
68. Sofri de insônia por quase 10 anos;
69. Não me vejo morando no interior;
70. Meus joelhos são de platina;
71. Sou uma negação em qualquer esporte;
72. Não ligo muito pra opinião alheia;
73. Sou teimosa e cabeça dura;
74. Já namorei um negro só pra contrariar a família preconceituosa;
75. Quebrei a perna 9 vezes;
76. Sou desastrada;
77. Choro em qualquer tipo de filmes;
78. Já usei drogas;
79. Girassóis são minhas flores preferidas;
80. Já terminei um noivado a um mês do casamento por causa de outra pessoa;
81. Sempre acho que tem algo por trás do que estão me dizendo;
82. Sou de juntar as coisas, tenho várias caixas com "lembranças";
83. Minhas tatuagens pra mim tem grande significado;
84. Nunca quis ser mãe, hoje quero mais um filho;
85. Gramado (Serra Gaúcha) é meu lugar especial;
86. Perdi a virgindade aos 15 anos, apesar de muita gente achar que foi antes;
87. Lavo os meus cabelos todos os dias;
88. Adoro comer bem, mas odeio lugares cheios de frescuras;
89. Já li Água Viva (Clarisse Lispector) 23 vezes;
90. Sou pouco organizada;
91. Depois que cismo com uma coisa, ninguém me faz mudar de idéia;
92. Sou ciumenta;
93. Tem dias que queria sumir;
94. Sou míope e não consigo usar lentes;
95. Lavo minhas mãos a cada meia hora;
96. Palavras machucam mais que tapas;
97. Sei ser cruel, quando quero;
98. Odeio serviços domésticos, mas tem dias que me baixa a "Maria";
99. Não sei ser superficial e nem indiferente;
100. Se é pra ir, tem que ser até o fim;
101. Tento sempre ser feliz, mesmo que vá colecionando pedras...

É isso pessoas, beijos!


Sabe como descobrimos que precisamos emagrecer? Quando passamos por aqueles rapazes simpáticos da contrução civil... E nenhum deles diz aquelas frases delicadas pra você! Pois é, nunca pensei.... Mas deprimi! Muito triste isso pessoas!!!

segunda-feira, abril 24, 2006

Da série: Os homens da minha vida...

Leonardo
Leo, Leozinho, Meuzinho, Melzinho... Era assim que me referia a ele (brega eu sei!), estava na terceira série e ele era o guri mais lindo que tinha visto em toda minha vida, havia sido transferido de outra escola... Fazia o estilo caladão, com sorriso só de canto de boca...
Era o meu sonho de consumo.... E de todas as meninas das 4 salas de terceira série... No recreio quando brincávamos de "meninas pegam meninos" era uma enxurrada de mulheres correndo atrás de um único ser... Claro que isso gerou uma rebelião entre os outros meninos.... Disputa de macho vem desde a infância.
Não tinha uma que não babava por ele...Mas eu levava vantagem sobre algumas delas. ELE ERA MEU COLEGA DE SALA! Pra mim, na minha infantilidade dos meus 9 anos, isso era tudo que eu poderia querer...
Ou quase tudo...
Quase desmaiei quando dei de cara com ele no curso de inglês que fazia na escola 3 tardes por semana... Isso me fez cantar vantagens durante várias semanas... E a professora de inglês nunca viu seu curso ser tão procurado....
Era simpático comigo... Mas bola realmente nunca me deu, nem a mim nem a nenhuma das meninas... No fundo ele sabia que era lindo...
Sempre dizem que nessa idade temos amores platônicos por nossos professores, que nada, o meu primeiro amor platônico, estava ali, a 2 carteiras distantes da minha...
Final de ano, numa brincadeira de salada de fruta, tendo armado com uma amiga, consegui dar um selinho nele... Virei uma esnobe ... A única a ter beijado o Leo... E isso me rendeu uma fama bem grande junto as outras meninas, mas fez tb desencanar dele...
O lábio dele tinha gosto ruim...
"O beijo dele não é bom!", atestei para todas dentro de minha vasta experiência....
Beijos pessoas

quinta-feira, abril 20, 2006

"Caso do acaso...Bem marcado em cartas de tarô.."

Fui na cartomante, lugar simples, pessoa simples... Fui com o intuito de não facilitar a vida dela dando ou respondendo alguma pergunta que pudesse dar alguma dica da minha vida...

O que posso dizer?
Me surpreendi...Muito...

Pois me disse coisas que era impossível ela saber, por não conhecer minha vida, por ser a primeira vez que me via na frente...

Começei a levar o lance a sério... E por isso, meus queridos eu não vou poder relatar com intimidade de detalhes o que ela me disse, por se tratar de algo extremamente intimo e pessoal...

Posso dizer apenas que entrei descrente e sai de lá, impressionada... E com as idéias a mil!!!

Um bom feriado pra vocês pessoas!

Beijos


Upideite
Algumas pessoas me pediram o livro, mas não deixaram e nem enviaram email ai fica complicado... Se vc pediu e não recebeu, deixe o email.

quarta-feira, abril 19, 2006

De tudo um pouco...

Ontem eu estava procurando uma imagem no google e me deparei com um blog que era um clone do meu blog antigo. O cara simplesmente passava para o masculino e copiava todos os meus textos, todos, chegava a ter um atrás do outro. Deixei um recado pra ele brincando "temos a mesma fonte de pesquisa?". Hoje pela manhã fui ver se ele tinha comentado algo, ele simplesmente tirou o blog do ar. Tive que rir....
Meu plano de saúde parece SUS, ontem fui marcar oftalmologista, pq quebrei meus óculos no feriado, e estou usando o meu antigo, que me dá dor de cabeça, só tinha consulta pro dia 11/05. Hoje fui marcar um exame, além de ter ficado quase 40m esperando pra ser atendida, passando de ramal pra ramal, só consegui o exame pra junho!!! Se fosse algo sério, morria esperando.
Uma amiga que é toda ligada em esoterismo quer por que quer que eu vá numa cartomante que ela foi. Disse que a mulher desenha, contorna e pinta a tua vida. Marcou pra mim ir lá hoje, não acredito muito nessas coisas, mas vou... É como a histórias das bruxas: "Não creio, mas que elas existem, existem..."
Vou muito pouco ao centro da cidade, pelo tumulto, pelo saco de ficar desviando dos ambulantes... Mas sexta passada não tive escolha, tive que ir. Estava passando em frente a prefeitura, onde geralmente tem grupos de ciganas acampadas e pulam em cima de você como urubus tentando ler a sua sorte, eu sempre fujo ( vai ver pelo mito da infância, onde minha mãe dizia que elas roubavam as jóias da gente - não que eu tenha alguma rs)mas sexta passava por ali distraída quando a cigana se plantou na minha frente. Eu imediatamente disse que não queria ler a mão. A mulher puxou minha mão e disse: " Seu amor anda conturbado, mas vejo que os planos da casa nova irão se concretizar em breve...". Eu hein?!
Recebi por email, o livro da Bruna Surfistinha em word, quem tiver a fim de ler e economizar alguns tostões me manda um email que eu envio...
De resto pessoas vamos seguir a maré! Beijos

terça-feira, abril 18, 2006



Situações desesperadas...

Merecem medidas extremas....

Um carro forte ou um banco?

Alguém ai vai comigo?

Beijos Pessoas!

segunda-feira, abril 17, 2006

Da série: Os homens da minha vida...

Idéia roubada na mão grande da Polly. Acompanhe, uma vez por semana....
Marcelo
Estudávamos juntos desde o jardim, na pré escola nos dizíamos namorados, andávamos de mão dada na escola, passávamos os recreios juntos, nos visitávamos, nossas mães se revezam para nos levar no parque, show da Xuxa.
Foi meu amor inocente, meu amor puro, o amor irmão, de amigo... Éramos companheiros, de traquinagens, de brincadeiras...
Uma vez, perto do dia dos namorados, ele veio com um broche dos Menudos pra me dar de presente, havia roubado da irmã mais velha. Primeiro presente que ganhei de um namorado, tenho guardado até hoje em alguma caixa lá em casa.
Me lembro, do quanto parecidos éramos, gostávamos das mesmas coisas, das mesmas brincadeiras, dos mesmos desenhos (o que era importantíssimo pra mim na época).
Nosso namoro durou até a primeira série, depois ele mudou de escola, sofri muito, tentávamos nos ver fora da escola mas não deu muito certo, não resistimos a distância.
Agora, a pouco tempo atrás nos reencontramos, ele confessou que o melhor de ir na minha casa eram os pasteis que minha mãe fazia (ela tinha uma lancheria na época).
Entendi hoje, pq gostávamos das mesmas coisas...
Ele virou gay...
Beijos Pessoas

quinta-feira, abril 13, 2006



E ontem na escuridão do quarto:

- Vai ficar tudo bem não vai?

(Abraço apertado)

- Vai sim....

Um raio de sol fraco brotou... Será?

E pra vocês pessoas...

Uma páscoa com ovos recheados de amor, paz, felicidade...

E muito chocolate!!!

quarta-feira, abril 12, 2006

segunda-feira, abril 10, 2006

"O pior dos problemas da gente é que ninguém tem nada com isso."
Mario Quintana


Resolvendo umas nabas aqui dentro... Logo to de volta... Beijos pessoas!


- Minha irmã perguntou pq ainda não mudamos...

- O que vc disse?

- A verdade.

- Porque não esta pronto?

- Não, pq nem sei se vamos ficar juntos...

E ainda ficou bravo... Será que ele não conhece aquela história "se fez a pergunta, esteja preparado pra resposta"?

Beijo pessoas!

sexta-feira, abril 07, 2006

Antes...

- Bebedeira com a mulherada...
- Um brinco quase perdido...
- Risadas, risadas, risadas
- Reencontro com gente que não via a séculos
- Papo doido, gente doida... Mais risadas...
- Presentes, presente, presentes
- Amarula!!!! (o Buteco não tinha Bayle's)
- Frango a passarinho, lições de como comê-lo

Depois...

- Muito mais ceva do que o imaginável...
- Conta exorbitante
- Bombom ganho do dono da birosca pra amenizar o valor da conta
- Parabéns pra vc bem atrazado...
- A certeza que vou a falência tomando Amarula, o trem bom!!!
- Namorido ligando pra ver onde eu estava.... Eu já estava vendo estrelas!!!

Mais Depois ainda...

- A certeza que bebi de mais...
- A dor de cabeça...
- O pé no chão pra ver se o quarto para de rodar...
- O sonooooooooooooo
- Conclusão de que eu bebo de mais, vide carteira vazia... (conta com 3 dígtos, entre 7 mulheres, sendo que apenas eu e uma amiga bebemos alcool...)

Por favor.... Falem baixo... Alguém me diz se falta muito pra acabar a sexta feira?

Beijos Pessoas...

terça-feira, abril 04, 2006



"...Mas se você achar Que eu tô derrotado Saiba que ainda estou rolando os dados Porque o tempo, o tempo não pára..."

segunda-feira, abril 03, 2006

Vastas Emoções e Pensamentos Imperfeito... Ou, Eu Cá com Meus Botões

Eu fiquei pensando, se minha alma saísse de mim e analisasse minha vida como uma estranha, eu gostaria do que foi feito, as escolhas que fiz, dos passos que dei? Sinceramente eu não sei, eu às vezes paro e acho que traçei meu caminho por linhas tortas de mais, me vejo agora com 27 anos e tão poucas conquistas, tão poucos sonhos realizados . Olho pra frente e não vejo o caminho assim tão belo, tão certo...
Tem páginas da minha vida que se pudesse seriam arrancadas, reescrevia, queimava, ou simplesmente faria não existir. Tem coisas que eu sei que devia ter aproveitado mais, aprendido mais, utilizado mais. Pensando no meu passado e colocando na balança eu não consigo ver e nem chegar a alguma conclusão de que fui feliz. Olhando pro meu futuro eu não visualizo nada que me diga que tempos melhores virão (tamém estamos tão longe do ano novo, onde vestimos essa carapuça de que tudo vai mudar depois daquela noite), que as coisas mal colocadas irão encontrar seu devido lugar e que aquela luz no fim do tunel estará cada vez mais perto.
Vivendo meu presente, eu tenho dúvidas que esteja fazendo as coisas certas, as escolhas mais acertadas, e tudo que precisa ser feito. Eu sempre tenho a sensação que devia estar fazendo mais, indo mais além e vivendo mais. Mas me falta a certeza do que seria esse mais. De onde eu o encontro.. (e não me venham dizer pra procurar dentro de mim)
Não eu não estou mal, não é esse o ponto, não é uma fase ruim. É uma sensação que sempre me acompanha, a vida toda, aquela sensação de que falta algo, que falta aquele detalhe, aquele "clic" que vai me fazer ver as coisas melhores, que vai me dar o estalo do que deve ser feito, que vai me brotar aquela risada aliviada e aquele pensamento "como foi que não vi isso antes..."
Como diz aquela música* eu to precisando de algo/alguém/qualquer coisa que veha pra misturar juizo e carnaval, que venha pra pra tirar o escuro e a sensação de que o inferno é por aqui...
Não, também não é pessimismo, eu ando até que otimista, até que confiante, ao menos mais do que o normal, é um misto de inércia com impotência, e sensação de ausência, de que tem algo em mim que não se encaixa em mim, um erro no projeto, no programa, aquela tela que fica piscando e que a gente nunca conserta, vai adiando, adianto, até que um dia, e eu sei que vai acontecer, o sistema se sobrecarrega e tudo pifa... Não tem conserto. Joga fora e compra outro.
Ok, sem radicalismo, talvez tenha conserto, um bom pisquiatra resolve tudo, se tem remédio até pra pau ficar duro, deve ter algum que me faça me sentir completa... (E não sugiram um consolo, pq lá em casa tem um de verdade)
Eu sei, amanhã passa, ao menos essa vontade de vomitar em tudo deve passar...
Beijos pessoas
* Trechos da música Feliz - Maria Rita