segunda-feira, agosto 13, 2007

N2O

Peso uma tonelada. E nem sei porque, não sei o que de tão pesado tenho aqui dentro. Acordo todo dia exausta de carregar tanto peso. Dou passos lentos, pois tenho a sensação de que irei afundar a calçada se ir mais rápido. Às vezes acho que estou diminuindo de tanta coisa nas minhas costas, que passarei a andar curvada, aquela curvatura que tem os derrotados, os medíocres, os medrosos. É tão mais fácil se esvaziar se a gente soubesse de onde vem tanto peso. Eu vejo pessoas leves andando na rua, daquelas que muitas vezes pesam muito, mas olhando você acha que levitam. Cheias de gases só pode. Daquele gás do riso. Porque riem de tudo, como se vivessem dentro de uma bolha cor de rosa que flutua. E eu aqui só cheia de concreto. Pois quando começamos, mesmo que involuntariamente, a realmente enxergar as coisas é difícil continuar leve, o abstrato vira concreto e concreto é cimento. Tanto cimento assim jogado em você te endurece, te pesa e te faz perder o poder de ser leve. Quando foi que comecei a enxergar coisas que não enxergava antes. Porque raios a gente tem que abrir os olhos nessa vida medíocre que a gente leva? Quem foi que disse que ser realista é bom? Bom mesmo é achar que a camada de ozônio não acaba nunca, que Papai Noel existe, que chocolate diet não engorda, que mercúrio cromo cura tudo, e que mertiolate arde, mas é melhor. Alias hoje nem mertiolate arde mais. Acho que tem tanta coisa que nos faz arder inteira que quiseram aliviar nesse lado, já se pode curar os ralados sem dor. Mesmo que você queime por dentro. Eu sinceramente preferia quando mertiolate ardia por fora e eu era brisa por dentro... Cheia daquele gás do riso que não consigo lembrar o nome, mas com certeza sabia, quando era eu que flutuava por ai, pensando porque essa gente toda vive curvada...

4 comentários:

Estava Perdida no Mar disse...

Cada dia mais eu aqui nestes textos. Melancolia. Sem saber de onde veio nem para onde vai. Ao menos, vc consegue escrever sobre isso. Já é uma forma de exorcisar.

Lorita disse...

Enumere esses pesos aí, divida em saquinhos e continue com eles nas costas, à medida que vai caminhando, se sacuda um pouquinho e deixa um cair, faça isso de vez em qdo e já já nenhum peso estará te atrapalhando de caminhar.

bjm e ótima semana

Thiago Augusto" disse...

PQ tanta tristeza Jana?!

Vivi disse...

Oh mulher, pq tanto peso?
Esse peso é seu? Ou te deram e vc aceitou?
Acho melhor vc ver mais vezes o Antony (sei la se escrevi certo)

Bjus