quinta-feira, agosto 30, 2007

A falta de amor (o próprio)

Pessoas confundem a verdadeira acepção da palavra amor. Usam pessoas. Sentimentos. Usam a si próprios. Autopiedade. Falta de amor, o principal que devemos ter. Amor Próprio (assim com letra maiúscula como deve ser). O ser humano em busca de migalhas sujeita-se a se rastejar, a degradação. Deixa de ser amor. Vira doença. Falta vida real. Como podem banalizar tanto assim o amor? Semelhante merece semelhante. Pobres. Doentes. Rastejantes. Mais doença ainda é acreditar que todas as pessoas se sujeitariam a isso. A essa distorção de sentimentos. De sentimentos reais. Que todas as pessoas estariam dispostas a embarcar nessa podridão. Nessa falta de caráter e falta de vergonha na cara. Principalmente nessa falta de Amor Próprio. Podem me enganar, me ludibriar uma vez. Não duas. Propostas como a que me fizeram não fazem parte da minha vida. Sou mulher de mais pra isso. Eu sou verdadeira de mais pra isso. E meu Orgulho, meu Amor Próprio são de mais pra isso. Eu sou gente de mais pra isso. Situações como essas. Enjoam-me. E eu vomito. O que falta (além de vida própria) à essas pessoas, que se prestam a esses papéis? Escondem-se atrás de telas de computadores e criam ali um mundo tão ilusório que chegam a se convencer de toda sua pseudovida. Há mulheres que aceitam isso, que rastejam na sua vida por um pouco de amor, mesmo que não chegue nem perto de amor tudo isso. Destas resta ter pena. Há outras que não. E baby eu to no segundo grupo. Eu to naquele grupo de pessoas que prezam os sentimentos. Que respeitam a si mesmo. Que querem coisas verdadeiras. Que não tem medo de abrir a porta e ir pra vida. Disse que não saberia escolher. Tu não entendeste. Eu já escolhi pra você. Fique com a sua doença e com todo esse lixo que acha ser amor. E eu escolho o meu Amor Próprio.

7 comentários:

Estava Perdida no Mar disse...

Certíssima...

Beijos

Thiago Augusto" disse...

Totalmente perfeito!

;*

Acho que esse foi a sua publicação do ano! /o/

Vontade de ferir... pq? disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Vivi disse...

Se estas assim tão segura, admiro-te e digo..siga assim...
Pq como eu ja disse: o resto é resto...e sendo resto a gente joga fora.
beijos

Vinicius disse...

esse lance de amor própio é foda... até hoje eu abomino a minha musica que diz " eu amo mais você do que eu" huauha é piada isso

Pedro droPe... disse...

Um texto que passa um pouco de revolta, porém em pura realidades... acho que as pessoas devem ser feliz por ser completos e um dia está com pessoas completas... e não metades...

´gostei e voltarei...


beijo no olho,
lua, estrelas e flores...

Isabella disse...

No fim das contas...é o que mais importa mesmo.O Amor próprio.È o mais real.O mais verdadeiro.às vezes a gente se perde.Mas no fim,o que conta é o amor próprio mesmo.

Bjs