sexta-feira, junho 01, 2007

E no capitulo de ontem...


Nossa heroína do folhetim Entre a cachorra e a mulherzinha, estava prevendo uma noite de cachorra pura, os projetos eram muitos, e o estoque de camisinha era grande. A noite começou diferente do imaginado, nosso galã preparava algo típico para agradar a mulherzinha, um jantar. Ele próprio arregaçou as mangas e foi para cozinha. E nesse clima todo de “nós somos um casalzinho” a primeira garrafa de vinho tinto seco, evaporava-se.

Sentia entre os dedos à noite de cachorra se esvair. Mas não tinha ficado triste, estranhamente Janaina Das Loucas Bintecourt estava gostando. Bom jantar, massa, molho branco, vinho... CD’s tocando, na sua grande maioria de pessoas que nossa protagonista apenas conhecia de nome. Algumas explicações sobre música. Nesse momento, queridos leitores, percebam que os olhos de Das Loucas brilha, traindo-se nos que ela mesma havia planejado. Então quando nosso galã decide mostrar todos os seus dotes tocando guitarra na barriga de nossa protagonista, sinceramente... E sem nem titubear a cachorra foi pro brejo.

Mais uma garrafa de vinho aberta, algumas coisas para relaxar (coisas essas que a censura me impede de comentar, vai que processam nosso folhetim por apologia a qualquer coisa haha), e tudo que nossa heroína queria, era se aconchegar naquele peito com cheiro amadeirado e esquecer que um dia foi cachorra.

Senhoras e senhores, nossa história esta tomando um rumo inesperado, façam suas apostas, conseguirá nossa protagonista reverter esse ciclo de “eu quero ser a sua mulherzinha hoje”, e ao menos abrir o estoque de camisinhas que foram adquiridas para a sua noite de “vamos testar todas essas posições?”

(musica de suspense tocado ao fundo – e intervalo)

Não queridos leitores!!! A porca realmente torceu o rabo, e nossa amiga, estava completamente tomada pela mulherzinha que existe dentro dela. Tudo que esta noite reservou, foi uma tranqüila e calma noite de sono... Ora deitada no peito, ora de conchinha... Nosso galã estava nos braços de Morfeu e nossa protagonista o observava dormir. Observa, queridos leitores!!! Alguém aqui consegue imaginar algo mais mulherzinha pra nossa amiga Das Loucas... Morfeu embalando o sono de Roberto Valente e Janaina Das Loucas pensando: “agora fudeu”, sem ao menos termos chego perto disso.

Após uma tranqüila e serena noite de sono, nosso casalzinho mais estranho dos folhetins já apresentados acorda, e se entregam um nos braços do outro... Sexo? Amor? Não saberia dizer como narradora dessa história envolvente e indiscutivelmente maluca. Mas posso garantir para todos os senhores que foi algo mais no estilo “Lagoa Azul” do que no “Invasão de Privacidade...” Sim, queridos amigos, tudo isso com direito a uma frase que lateja nessa manhã fria e chuvosa, enquanto nossa heroína tenta, em vão, organizar os pensamentos: “você é minha...”.

E ficamos por aqui, até que nossa amiga consiga colocar esses pensamentos em ordem, pois posso garantir a vocês (como narradora desse folhetim incrivelmente melhor que Paraíso Tropical – pois temos a boa e a má dentro de uma única criatura) que nossa amiga esta mais perdida que cego em meio a tiroteio...


** Ficção? Realidade? Coincidência? Sei lá! Uma história baseada em fatos reais? Julguem vocês! Deixem-me em paz! Ahhhhhhhh!


PS: Depois de um comentário muito explicativo e assim por dizer, simpático do nosso (a) amigo (a) Ahan, esta corrigido meu erro com Morfeu... Obrigada, muito obrigada, principalmente pelo anta (senhor, adoro dias de bom humor...)

10 comentários:

Dani disse...

Adoro a maneira como vc descreve os fatos. Vc é única moça!!!
bom fds, bjs

Anônimo disse...

É oito ou oitenta, os outros "72" quase nunca interessam!

Estava Perdida no Mar disse...

Nossa...que frase é essa "Vc é minha".Logo de manhã. Mata qualquer cachorra no cio...nossa. Quero essa frase tb. Ah....só vc mesmo pra fazer eu voltar a acompanhar novelas...e essa aqui é a melhor de todas que já assisti...ops: li.

Beijocas

Anônimo disse...

Não entendi...
Qual é a palavra que lateja?? (antepenúltimo parágrafo)

Anjo de uma asa só disse...

Aproveite... eu aproveitei o quanto pude.. passei por isso, não me arrependo de absolutamente nada. Mas aproveite muito, isso acaba um dia, naturalmente.

Nayana Mendes (Teresina-PI) disse...

Não espalha não, mas eu adoro novela mexicana, ou seja , tô na torcida da mulherzinha!!!
Espero q a novela não saía do ar agora...q tá ficando tão emocionante....

Girassol disse...

Um lado de cachorra, bem apurado e eficaz é sempre necessário.
Mas, desta vez preciso dizer que a minha aposta começa a balançar para o lado mulherzinha!
Que se lixem as previsões e planos, o importante é ser feliz.

Beijos

Estava Perdida no Mar disse...

Anônimo:
A frase que lateja é aquela "Você é minha"...Ai nossa, como lateja...realmente

ki-colado disse...

Bom mesmo é curtir...

Sempre...

Amanda_Bia disse...

minina tô mto interessada no final dessa história!!!
mas relaxa, pára de ficar brigando consigo mesma!
bejus!