sexta-feira, setembro 28, 2007

Hoje é dia de Motim...

Então você foi lá e viveu todo o luto. Todo aquele processo que tem que viver. Chorou rios. Quase quebrou os dedos esmurrando coisas pra extravasar a raiva. Teve o período da negação. Dos porquês. Se achou culpada de tudo. Culpou o outro de tudo. Quis morrer. Achou que ia morrer. Passou por todo aquele “é assim mesmo, mas passa”. Sempre passa. Passou? Sim. Não. Vai saber. Decidiu viver. Viveu. Então, você se enche de certezas. De poses. De “estou ótima”. Pronta pra outra. Você consegue falar da situação sem ter crises incontroláveis. Você começa a recuperar (infelizmente) alguns dos seus quilos perdidos no processo destrutivo. Esvaziou-se. Encheu-se. Esvaziou-se de novo. Encheu-se a conta gotas. Esta bem. Está ótima. Esta certa. Pode até trepar de novo. Trepou. Beijou. Trepou mais um pouco. Fez amor? Não. Trepou. Sonhos acontecem. Alguns vão por água a baixo. Normal. Você nem liga mais. Você é forte. É fodona. É fodástica. E conteúdo. É casca. Entre mortos e feridos. Você se salvou. Ilesa? Alguém algum dia sai ilesa de algo? Mas se salvou. Isso que importa. Vaso ruim não quebra. Dizem. E você lascou. Colou com super bonder. E ta ai. Meio surrada. Mas inteira. Cheia de certezas. Cheia de conclusões. Cheia de entendimentos. Cheia. Certo? Errado. Bem errado. Quando um sonho idiota. Completamente idiota. Te deixa em crise. Sempre. Dura 24 horas. Vinte e quatro horas de crise. Certezas. Poses. Afins... Tudo por terra. Vinte e quatro horas que você pira. Viaja. Chora. Rir de nervosa. 24 horas. Até sonhar outra coisa. Pra apagar aquele sonho idiota. E você achando que a tempestade tinha acabado. Ta é no olho do furacão... Tsc...

5 comentários:

ki-colado disse...

Acredito que o grande mal é sempre não saber administrar as coisas. Os tabus.

Amanda_Bia disse...

a gente sempre se ferra o tempo todo né?! tô cansada...
beijos!

Lily disse...

mas sabe q às vezes é bom estar no olho do furacão?

bjksss

Dani disse...

Cabeça a mil e no final a gente nunca tem certeza de nada.
Boa semana, bjos

Lívia disse...

Ao menos dah pra sentir q corre sangue nas veias...afinal, o q eh a vida sem os seus furacões?