quarta-feira, dezembro 05, 2007

E meu convite? Deve ter ficado embaixo do tapete....

Então o tempo esta passando. E vou passando também. É, só passando. Espectadora de algo bem maior que acontece em algum lugar. Como se em algum momento alguma luz fosse acender bem e cima e dizer: “Ei chegou a sua vez de participar”. Como se uma hora viesse um convite para fazer parte de tudo isso que acontece. Seja lá o que for. Porque afinal deve acontecer alguma coisa além disso. A festa rolando e você de fora. Qual a senha para ser convidada? A palavra mágica?

É culpa desse oco. Desse vazio que enche tanto. Sufoca. É o que faz dormir mais, não para sonhar com algo que aconteceu, mas simplesmente por não querer acordar e nos dar conta que ainda não fazemos parte de nada. É algo como tentar pegar e achar o nada. Apertando a mão bem forte como se o vazio pudesse ser materializado. É o não querer ficar em casa sozinha. Mas não querer sair pra rua. Pois ser sozinha na rua é muito mais deprimente e assustador do que dentro das suas quatro paredes.

É não querer nem enlouquecer. Mas enlouquecer, e andar por ai com olhos que imploram um pouco de algo palpável, esperando que apareça um convite para essa festa toda que acontece e você só observa. E esse “não acontecer nada” nos faz ter fé por piedade própria. Pedir em lugar de agradecer. Topar aventuras tortas com olhos famintos de quem espera compulsivamente estar agora fazendo enfim alguma coisa.

Comer chocolate pois ele substitui o sexo e causa alegria. E ver que até para alegrias tem tipo. Tem forma. E que nem todo tipo –de alegria- sacia a sua vontade, quando ela não é de chocolate. E essa coisa toda de assistir algo maior acontecendo nos faz chorar do nada. Esperar o milagre. Mesmo que não se acredite neles.

É querer tanto algum movimento, alguma coisa, algum acontecimento e ocupar nossa vida com açucares, paixões forçadas ou simplesmente nos ocupar do nada. É ocupar a vida dos outros com carências, reclamações e questionamentos intermináveis. Consolar-se quando encontramos alguém assim tão oco quanto nós. Tão desesperado quanto nós. E no final, respiramos resignados. Não fomos só nós que não recebemos o convite...

7 comentários:

Wlado disse...

to em busca do meu convite tbm...
vamos de pentras?!

O Profeta disse...

Eu acho que comer chocolate não sbstitui o sexo...


Pelo caminho da minha lembrança
Semeei o vago na tua procura
No tear da incontrolável vontade
Teci-te um manto da…seda mais pura…


Boa semana


Mágico beijo

Estava Perdida no Mar disse...

Já pensou em ioga ou terapia? Acho que preenche que é uma beleza...e ainda preenche com mais de vc. O que é melhor ainda.
Beijos

Ana Fernandes disse...

ai, ai.. cruel. Mas se tu quer fazer não fica esperando convite, sai e faz a festa.
Na teoria isso é lindo, mas na pratica é simplesmente.. prático. Detona no trabalho, vai fundo nos estudos. Faz cursos, conhece gente. Abre o melhor sorriso pro teu filho e vai ser a melhor mãe do mundo, oras!

Amanda_Bia disse...

é o pouco que me consola! não ser a única a se sentir totalmente deslocada nesse mundo. é terrível se sentir sozinha! pior é qdo vc se sente tão sozinha que sonha que está indo p/ um motel sozinha! olha a que nível eu cheguei...
beijos!

Etc e tal disse...

Hummm. meu Deus... sabe o que me deixa desolada? é saber que existem pessoas como vc, tão cheia de encanto e de vontade de viver, ai olhando a festa do lado de fora, sabe, a vida é o mundo que pintamos, então, pegue suas tintas, seu pincel e venha pintar o seu mundo e seja feliz... pq sei que vc pode ser muito mais do que uma simples telespectadora!!!

bjussssss

Vivi disse...

Muitos nao recebem o convite.
Ha os que recebem e nao veem. e ha ainda os que recebem e recusam....