segunda-feira, maio 02, 2011

Os meus 10 filmes favoritos

Antes que eu seja arremessada ao limbo das amigas que não cumprem os memes passados, antes que alguma praga que a Renata me jogue pegue de vez e eu nunca mais, mais nunca mais na minha vida arruma um ser para esquentar meus pezinhos nas noites firas de inverno que se aproxima, antes que ela espalhe os meus segredos mais obscuros no mercado e eu nunca mais tenha credibilidade para me fazer de má, ou antes que aconteça comigo o que aconteceu com Kettling do Kansas que ignorou um meme e nunca mais conseguiu fazer seu modem funcionar, eu resolvi responder quais os meus 10 filmes preferidos. Lembrando claro que to cagando pro Oscar, para as críticas ou para qualquer pseudo entendedor de cinema. Vou aqui apenas falar dos MEUS filmes preferidos, e por mais toscos que possam ser de alguma forma fizeram parte da minha vida, não vem em ordem de importância, nem cronológica, simplesmente na ordem que a minha memória faz acontecer.

Não esperem um mega post, a Renata fez uma bíblia. Mas eu ando numa crise de inspiração, e cada frase é uma tortura chinesa. Nem de perto tão elaborado e rebuscado como o dela.

Mas ai vai, meu TOP10.


HISTÓRIA SEM FIM. Porque me lembra minha infância, porque eu queria ser a princesa, porque eu queria voar em um cachorro. E mesmo com todas as tosquices se falarmos nos efeitos especiais de hoje em dia, se o SBT anunciar que vai passar no Cinema em Casa, sou capaz de arrumar uma dor de barriga e ficar em casa pra ver, como fazia quando era pequena, no escuro de barriga pra baixo e comendo pipoca.



CURTINDO A VIDA ADOIDADO. Quem aqui nunca se divertiu com o filme que mais passou numa Sessão da Tarde? Quem nunca torceu para poder ter um dia assim? Não preciso nem explicar né?




UM SONHO POSSÍVEL. Se não fosse uma história real, eu a consideraria quase inverossímil, mas como é, pode-se dizer que se trata de um bom exemplo de como os seres humanos ainda podem manifestar amor desinteressado – tão desinteressado que chega a levantar suspeitas


SEXTO SENTIDO.  Adoro esse tipo de suspense. Porque me surpreendeu e eu não saquei a moral no meio do filme. E geralmente em filmes do gênero eu passo enlouquecida tentando pegar a moral e desanimo depois que consigo.


O FABULOSO DESTINO DE AMÉLIE POULAIN.  Eu não sou o tipo cult e antenada que gosta de filmes franceses, espanhóis e afins. Apesar de ter uns raros que eu gosto. Mas Amélie Poulain me ganhou em uma cena. Quando ela coloca a mão nos sacos de feijão eu me lembro da infância, do meu pai, daquela coisa toda que a gente fazia no mercado público. È um filme de detalhes, de sensibilidade.





A CASA DO LAGO. Porque eu gosto de Romance, e gosto mais ainda quando é um romance incomum. Porque me vi torcendo e chorando a cada desencontro. Porque sou um ser meloso. E mais tem , Keanu Reeves!


SEVEN – OS SETE CRIMES CAPITAIS. Eu me choquei, eu chorei, eu senti raiva. Eu simplesmente fiquei passada com este filme. E por isto eu adorei. Um filme bom é aquele tipo de filme que te causa sensações, que mexe com você.


P.S EU TE AMO. É lindo, basicamente o filme é isso, lindo. De chorar praticamente todo filme. Um amor daqueles enormes capaz de fazer o marido pensar em como ajudar a esposa a se recuperar. Foi neste filme que me apaixonei  por Gerald Butler.


AVATAR. Além do óbvio em se tratando de efeitos especiais, achei maravilhoso. E adorei os “humanos azuis” , as árvores com efeitos coloridos. Não é da lista o meu preferido, mas estaria sendo injusta se não aparecesse por aqui.



A LISTA DE SCHINDLER. O holocausto é um assunto que me atrai. Já li diversos livros e assist a muitos filmes. A Barbárie humana. Que motivos levaram uma nação que foi berço dos maiores filósofos e músicos da história a se render a uma ideologia que pregava o ódio e a intolerância? Como podem as diferenças entre seres humanos tornarem-se desculpas para que atos bárbaros sejam cometidos? O que leva uma pessoa aparentemente normal a matar a sangue-frio um semelhante seu como se fosse um inseto? Filmado em preto e branco para, segundo Spielberg, deixar o filme menos insuportável devido à violência gráfica de algumas cenas. É impossível não se emocionar com o poder das imagens. As cenas de mulheres, homens e crianças sendo friamente assassinados com tiros na cabeça são de uma crueza insuportável, mas nunca apelativas ou redundantes. A menina do vestido vermelho que ganha cores por meio de trucagem na pós-produção, vista correndo perdida no meio dos nazistas e, depois, já morta sendo levada para a pilha de cadáveres queimando. Uma das cenas que mais me marcaram. ''Aquele que salva uma pessoa, salva o mundo inteiro'' foi a frase de efeito usada na campanha de marketing do filme. E ela não deixa de ser verdade, tendo em vista o vasto número de pessoas que estão vivas hoje, entre sobreviventes diretos e seus descendentes, graças à lista do industrial alemão.


Os que mereciam estar na lista e ficaram fora por detalhes:
- Olha quem esta falando. Lembram? Com John Travolta. No inicio do filme uma corrida desemfreada dos espermatozóides para fecundar o óvulo. E a partir daí, podemos acompanhar todos os pensamentos do bebê. Divertidíssimo. As seqüências infelizmente não foram tão boas.
- Os Outros. É um filme que no começo você acha que vai dar sono. No meio você tem certeza que sacou tudo e não consegue desgrudar os olhos da tv e no fim esta simplesmente pasma porque nem imagina o final.
- Uma mente Brilhante. Porque gosto de filmes desta linha. porque você fica intrigado com os mistérios da mente.
- O Menino do Pijama Listrado. Eu li o livro e acabei com aquela sensação ruim. E como a própria Renata disse, no final do filme você fica com aquele gosto ruim na boca.
- Colecionador de Ossos. Suspense, investigação... Tudo que eu gosto.
- Jogos Mortais. Gosto de todos, mas principalmente o I e III.
- Irreversível. Francês (raríssimo eu gostar de um). Trata-se da história de Alex e Marcus, um casal apaixonado. Depois de uma briga - que acontece numa festa onde também está o ex-marido de Alex, Pierre a lindíssima garota volta para casa sozinha. Num túnel do metrô é atacada e estuprada por um homem enfurecido. Com sede de vingança, Marcus e Pierre procuram o estuprador pelas ruas e numa boate.
- De volta para o Futuro. Gosto de todos, mas nada se compara ao I.
- Uma Linda Mulher. A Julia Roberts pode fazer um filme que passe o tempo todo deitada olhando para o teto, sorrindo. Eu ia ver e ia amar. Não me interessa o que acham o que pensam, adoro aquela mulher. E Uma Linda Mulher preencheu meus sonhos, numa época em que eu acreditava em príncipe encantando, em que eu acreditava que coisas boas aconteciam gratuitamente para as pessoas.
- O caçador de Pipas. Umas das metáforas é o próprio símbolo que dá nome ao livro e ao filme: a pipa. O brinquedo remete Amir aos anos felizes da infância. Com a dominação talibã, após a invasão russa, até essa inocente brincadeira é banida do Afeganistão. E a inocência é banida da vida de Amir. O filme termina com o personagem novamente empinando uma pipa e deixa a sugestão implícita de que o perdão e a paz podem nos fazer sentir leves como um brinquedo de papel voando no céu. A redenção está ao alcance de todos. Basta querer.
- Amor além da Vida. Porque tem muito do que eu acredito durante o filme todo.
-Quase Deuses. É um achado! Daqueles filmes que você vai locar porque não tem muitas opções inéditas ou porque um atendente lhe indicou e não se arrependerá. Alfred Blalock e Vivien Thomas foram médicos pioneiros em operações cardíacas, numa época em que todos os cirurgiões renomados seguiam uma lei de nunca tocar no coração humano e que negros (como Vivien) sofriam muito com o racismo. A trama aborda desde o início do relacionamento de amizade entre eles até o final de suas vidas.
- Efeito Borboleta, O Segredo da Libélula, O Operário. Um diferente do outro, mas mais ou menos iguais no “tema”.
- O amigo Oculto. Com Dakota Fanning. Mais de Suspense, que me prende até o final. No DVD vem outras opções de final que foram gravados, e eu gostaria do filme com qualquer um deles.

-ET. Claro que o clássico filme do extraterrestre que queria voltar para casa não ficaria fora!












17 comentários:

katy disse...

oi janaina, eu vi quase todos, tirando irreversível e o fabuloso destino de amélie poulain. boa semana.

Luiz disse...

Lista interessante, Renascida ! Que mistura gêneros bem diferentes, mostrando que voce tem um gosto bem eclético. Deve ser divertido ir ao cinema com voce !

Gleise Caires disse...

São ótimos filmes..com detaque para Ps: eu te amo..é lindoo


http://cairesss.blogspot.com/

Lu Souza Brito disse...

Oi Jana,

Adorei a sua lista, muitos que já vi e amei, outros que até hoje estão na lista para ser assistidos, ahahah.
O segredo da libélula eu amo, Colecionador de Ossos, Curtindo a Vida Adoidado, enfim....
Beijos

Carol Rodrigues disse...

JAAAAAAAAAAAAAAAAANA

Desses aí, o unico q não vi foi o francês, os outros, TODOS: eu amo!
Alguns tenho em casa, mas de um modo geral: EU AMO!

(e amo a Historia sem Fim, tô doida atras do livro << indico )

SAUDADE IMENSA DE VOCÊ MOÇA DO FRIO

HOMEM (IN) COMUM disse...

Parabéns

Janaína cara de menina.
E com jeito de mulher.

Olé... rsr

Bluma S. disse...

Olá!

Gostei da lista, bem diversa! Dou destaque ao Fabuloso Destino de Amélie Poulain. Tem belas lições embutidas e como você frisou, "é um filme de sensibilidade".
Ps: Visitava o seu blogue em off, mesmo porque antes eu não blogava. Mas, gosto bastante daqui e me identifico com seus posts. =)

Beijinhos e um bom dia!

Kamilla Barcelos disse...

Quando fiz esse meme eu também chutei o balde para críticos de cinema, porque listei os meus filmes favoritos, em que estão presentes filmes excelentes e outros que eu tenho carinho por eles, mas sei que não tem tanto conteúdo. Tenho boas lembranças de "História Sem Fim". "Curtindo a Vida Adoidado" é eu amo e é excelente. "O Fabuloso Destino de Amélie Poulain" é um amor e lindo! "P.S.: Eu te Amo" eu gostei muito mesmo. Não gosto de "Avatar", peguei birrinha porque comentavam muito dele e tal. Considero a "A Lista de Schindler" uma obra-prima. "Uma Linda Mulher" por pouco não entrou no meu top 10. Gosto muito de "Efeito Borboleta" também.

Thamy disse...

Assisti quase todos os filmes que vc citou! e adoro a maioria deles! :)

Não gosto muito de PS, eu te amo, por cause da atriz, mas a história é bem legal sim.

Carlos Medeiros disse...

Os outros gostei dele por uns detalhes. Quando meu pai morreu, me senti sozinho, como a família do filme.

Gi disse...

adoro o fabuloso destino de amelie...

mto lindo..

gente tem sorteio lá no blog, vocês já estão participando????

www.pimentaroja.blogspot.com

bjoss...

Gi

Luzinha disse...

Os que ainda não vi já estão na minha lista...

bjos

Kadu disse...

Sempre penso em como seria "história sem fim" nos dias de hj.... e em 3D ainda por cima...

BIC disse...

Jana,

Amei a lista, a maioria eu já vi. Quero te indicar um filme argentino que me surpreendeu bastante. Ele tem na net para baixar, chama-se O segredo de seus olhos. Veja e depois me fala, ok? Bjs

Rosalynn

Rúvila Magalhães disse...

Amélie e PS: eu te amo são tudo de bom né?
Me deixou com muita vontade de rever A história sem fim, eu amava agora nem lembro da história!
Também adoro Seven e Os Outros mas fico com medo!

beijos!

Anônimo disse...

todos muito bons. e o homem aranha?

mariana marinho disse...

Hum...não posso dizer que gostei da lista... mas há um ou outro que são realmente bons! "Curtindo a vida adoidado" "O sexto sentido" "Et" "Uma linda mulher" "O menino do pijama listrado" e "O fabuloso destino de Amélie Poulain" São ótimos, merecedores da minha própria lista. POrém "O Caçador de pipas" ,foi um dos piores filmes que ja ví... :S Eu sou louca para assistir "PS: Eu te amo", um dia assisto". Sugiro que vocÊ faça mais listas, só que em relação a um gênero esecífico! Beijos