segunda-feira, fevereiro 25, 2008

Então...

Então que de uma maneira geral todas essas sensações, esses sentimentos não me fazem bem. Não que não sejam bons na essência. Mas as incertezas, as dúvidas e essa coisa toda mais, me pira. Eu poderia dizer que sei quando alguma coisa acontece, pois tenho noites de insônias. Mas estaria mentindo. Eu tenho insônia sempre. Mas quando essa insônia se torna perturbadora, quando minha ansiedade, meu medo e minhas incertezas tornam-se tão desconfortáveis que chega fazer de todo esse desconforto, dor física.

De um modo geral nada disso me faz bem. Porque eu preciso ter certezas, porque eu preciso saber o que irei receber em troca, no que estou pisando, e ter o controle de como pisar. Porque eu preciso estar segura. Eu preciso ter o controle sobre mim mesma principalmente. Então eu sei quando algo acontece, pois o que mais tenho pairando aqui são pontos de interrogação, pois vejo que minha pseudo-segurança não serve pra nada, quando eu me pergunto silenciosamente “que controle?”

Medo. Talvez seja a palavra que melhor defina. Todos nós sabemos que a desilusão anda no enlaço de sensações como essas. E teve momentos da minha vida que isso nunca me importou. Mas acabamos por experimentar tanto dessa desilusão que ficamos por esperar que ela esteja sempre correndo atrás de nós. Medo de não saber ler mais os sinais que o outro demonstra. De não conseguir perceber. E de que talvez toda essa coisa boa que ando sentindo aqui dentro acabe por me fazer mal. Só que se tiver que fazer, vai fazer. Do ponto que to não sei se consigo recuar.

5 comentários:

Mariah só Mariah disse...

medo de não entender os sinais ou medo de ver sinais onde não existe...êta treco complicado...
também não me deixa confortável esse tipo de sentimento...porém o tempo todo me encontro afundada nele.
mariah

Mariah só Mariah disse...

medo de não entender os sinais ou medo de ver sinais onde não existe...êta treco complicado...
também não me deixa confortável esse tipo de sentimento...porém o tempo todo me encontro afundada nele.
mariah

Estava Perdida no Mar disse...

Não recua, Jana. Deixa rolar um pouquinho. Sua insegurança e seu medo não significam que as coisas estejam ruins. Todo mundo pensa assim, ninguém, em sã consciência, quer se machucar, por isso que nos protegemos tanto...aí o que acontece é que perdemos a chance de vermos as coisas legais acontecerem.
besos
Sorte, Chica

R. disse...

Eis aquela velhíssima historinha: quem não arrisca não petisca. Melhor enfiar a cabeça na boca do leão.

Bjs

Marina disse...

Oieee tudo bem adorei seu blog muito legal .. quando puder da uma passadinha lá no meu ...
adorei sua reflexao .. mais é bom sempre pensar positivo , sem medo de ser Feliz ...
beijosss euma otima terça..